Buscar
  • Jornal Carangola

Ação integrada entre Polícias Civil e Federal prende suspeito de receber cédulas falsas


DIVINO (MG) - Na última quinta-feira (21), uma ação integrada entre as Polícias Civil e Federal resultou na prisão em flagrante de um jovem de 24 anos pela prática do crime de moeda falsa, no município de Divino, na Zona da Mata mineira. O investigado foi localizado na residência dele, após ser identificado como destinatário de um envelope contendo R$1.200 em cédulas de dinheiro falsas, enviado pelos Correios. Outro rapaz foi encaminhado à unidade policial para prestar esclarecimentos.


De acordo com o Delegado Rômulo de Freitas Segantini, que atua na Delegacia de Polícia Civil em Divino, investigações da Polícia Federal indicaram que seria recebida uma encomenda postal na cidade com conteúdo ilícito e, diante das apurações, a PCMG foi acionada para realizar as diligências no local. Na ação, um rapaz foi abordado com a encomenda em uma agência dos Correios.

“ Ao ser entrevistado, ele alegou que não tinha conhecimento do conteúdo do envelope e que apenas teria ido buscá-lo a pedido de seu inquilino”, explicou.

Durante a manobra, deflagrada em seguida na casa do jovem de 24 anos, foi constatado que havia um mandado de prisão em aberto em desfavor do investigado pela prática dos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e munições de uso restrito. Além disso, ele é suspeito de integrar uma facção criminosa no Estado do Rio de Janeiro.

“ Na residência, também foi apreendido dinheiro, cerca de R$1.500. As cédulas foram encaminhadas para a perícia, juntamente com as outras que estavam no envelope. Também foram encontrados três aparelhos celulares e outros materiais”, disse.

Segundo a autoridade policial, o jovem foi encaminhado ao sistema prisional, permanecendo à disposição da Justiça. Já o outro rapaz, foi ouvido e liberado, em razão de ter sido confirmada a versão apresentada aos policiais civis, diante da abordagem.

O Jornal Carangola não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens.
O Jornal Carangola se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas.
As opiniões são de responsabilidade exclusivamente de seus autores.

FOTO-PERFIL.png
ORÇAMENTO.png

Parceiros

exame.png
mobile-1.png
açougue-fava.png
campestre-branco.png
mauricio padilha.png
FORNO-&CIA.png
projetilar.png
michelle.png
jornal-carangola.png