top of page
  • Foto do escritorAlex Ferreira

Anvisa Alerta Sobre Falsificação de Medicamentos: Tysabri e Ozempic em Perigo

Descobertas recentes colocam em risco a segurança dos pacientes.



A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) lançou um alerta que ecoa profundamente no setor de saúde e na sociedade. Dois medicamentos essenciais, Tysabri® e Ozempic®, estão sob ameaça de falsificação, colocando em perigo a saúde de pacientes que dependem desses tratamentos vitais.


A respeitada empresa detentora do registro do Tysabri, a Biogen Brasil Produtos Farmacêuticos Ltda., informou à Anvisa a identificação de uma falsificação do produto biológico Tysabri, lote FF00336, que supostamente seria válido até janeiro de 2026. No entanto, a gravidade desta situação reside no fato de que esse lote foi produzido unicamente para uso institucional, não comercial, e apresenta características substancialmente diferentes das do medicamento original disponível nas farmácias. As diferenças incluem erros de ortografia no endereço da empresa responsável pela importação e distribuição, discrepâncias nas cores das faixas da embalagem, formatação das letras e, alarmantemente, a ausência da inscrição em braille na embalagem. Em resumo, uma falsificação perigosa que ameaça a integridade de pacientes com esclerose múltipla.


A Anvisa agiu prontamente ao publicar a Resolução 3.874/2023 no Diário Oficial da União. Essa resolução impõe medidas preventivas cruciais, incluindo a apreensão e proibição da distribuição, comercialização e uso do produto falsificado. Esta ação é essencial para conter a disseminação de medicamentos falsos e garantir a segurança dos pacientes.


A falsificação do medicamento Ozempic, produzido pela renomada empresa Novo Nordisk Farmacêutica do Brasil Ltda., é outra preocupação urgente. A empresa relatou a presença no mercado brasileiro de um lote falso, LP6F832, que aparentemente seria válido até novembro de 2025. No entanto, o laboratório Novo Nordisk deixou claro que esse lote das canetas é inválido e, portanto, representa um produto falsificado. É importante ressaltar que o Ozempic é vendido exclusivamente em canetas pré-preenchidas injetáveis, e qualquer outra apresentação é, sem dúvida, uma falsificação.



A Anvisa, em resposta a essa ameaça, emitiu a Resolução 3.945/2023, que determina a apreensão e a proibição da comercialização, distribuição e uso desse medicamento falsificado. A segurança dos pacientes é uma prioridade indiscutível, e essas medidas são cruciais para protegê-los.


A sociedade e os profissionais de saúde devem estar vigilantes. A Anvisa aconselha que medicamentos sejam adquiridos apenas em estabelecimentos devidamente regularizados e sempre na embalagem completa, com a devida nota fiscal. A falsificação é uma ameaça real, e é imperativo que todos estejam cientes dos sinais de medicamentos falsificados, como preços excessivamente baixos e pontos de venda não tradicionais.


Em caso de suspeita de falsificação, a Anvisa recomenda que os pacientes e profissionais de saúde não usem o produto e entrem em contato imediatamente com as empresas detentoras do registro dos medicamentos para verificar sua autenticidade. Além disso, qualquer descoberta de medicamentos falsificados deve ser comunicada à Anvisa, que oferece canais específicos para isso.


É fundamental ressaltar que a Anvisa disponibiliza um sistema de consultas em seu site para verificar a existência de produtos irregulares identificados no Brasil. A segurança dos pacientes é um compromisso que a Anvisa leva a sério, e essas medidas são a prova de seu comprometimento com a saúde pública.


Em tempos de incerteza, é vital que a população e os profissionais de saúde estejam cientes dos perigos das falsificações de medicamentos. Somente por meio da vigilância e cooperação podemos proteger a saúde e a segurança de todos. A Anvisa está pronta para agir, e é nosso dever como sociedade manter-se informado e protegido.


A qualidade da saúde de nossa nação depende disso. Não podemos permitir que a segurança de pacientes seja comprometida. A vigilância é nossa melhor aliada na luta contra falsificações de medicamentos.


Por Alex Ferreira

Siga @jornalcarangola⤵️

Comentarios


O Jornal Carangola não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens.
O Jornal Carangola se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas.
As opiniões são de responsabilidade exclusivamente de seus autores.

49.png

Parceiros

exame.png
sicredi 2.gif
2.png
mauricio padilha.png
FOTO PERFIL.png
projetilar.png
LOGOS AYA 2.png
437755017_956548816474171_2121639489067002229_n.jpg
PURO SABOR FOTO PERFIL.png
438198013_958102139652172_1147900987193066066_n (1).jpg
sinergiasolar1_1699029985861.jpeg
WhatsApp Image 2024-04-19 at 16.04.49 (1).jpeg
sicredibotucarai_1705112184178.jpeg
FOTO-PERFIL.png
jornalcarangola_1705119737294.jpeg
PERFIL.png
bottom of page