top of page
  • Foto do escritorAlex Ferreira

Assédio sexual: Dois em cada dez brasileiros presenciaram uma mulher sendo vítima em 2022


Via @alexferreira.dna |O assédio sexual é um grave problema enfrentado pelas mulheres em todo o mundo. No Brasil, infelizmente, a situação não é diferente. De acordo com uma pesquisa recente, dois em cada dez brasileiros presenciaram uma mulher sendo assediada sexualmente em 2022.


Esse tipo de comportamento é completamente inaceitável e deve ser combatido em todas as suas formas. É importante que todos nós nos unamos para acabar com essa cultura de violência e discriminação contra as mulheres.


Um passo importante para isso é a conscientização. Devemos educar as pessoas sobre o que é o assédio sexual, como identificá-lo e o que fazer em caso de presenciar ou sofrer esse tipo de abuso. Além disso, é necessário que haja uma legislação mais rigorosa e uma aplicação mais efetiva das leis existentes para punir os agressores.


A pesquisa também apontou que, infelizmente, muitas mulheres ainda se sentem inseguras e com medo de denunciar o assédio sexual. É fundamental que haja uma rede de apoio para essas mulheres, com serviços de atendimento psicológico e jurídico, para que elas possam receber o suporte necessário e não se sintam sozinhas nessa luta.


É hora de agir e de fazer a diferença. Precisamos mudar a cultura de violência e discriminação contra as mulheres e criar um mundo mais justo e igualitário para todos.


O Estudo O estudo citado no artigo é uma pesquisa realizada pela organização Não Me Calo em parceria com a consultoria Plano CDE. A pesquisa foi realizada com uma amostra de 1.200 pessoas, entre homens e mulheres de todas as regiões do Brasil, e teve como objetivo medir a percepção da população brasileira em relação ao assédio sexual.


De acordo com os resultados, 21% dos entrevistados afirmaram ter presenciado uma mulher sendo assediada sexualmente em 2022. Além disso, 66% dos entrevistados concordaram que as mulheres que denunciam o assédio sexual são corajosas e 63% disseram que acreditam na palavra da vítima.


A pesquisa também mostrou que apenas 33% dos entrevistados afirmaram ter conhecimento sobre a lei do assédio sexual. Entre aqueles que conhecem a lei, 64% disseram acreditar que a lei é pouco conhecida e pouco aplicada.


É importante ressaltar que a pesquisa não tem a intenção de representar a totalidade da população brasileira, mas sim de oferecer um panorama da percepção da sociedade em relação ao assédio sexual.


Fonte: Não Me Calo e Plano CDE (2022). Pesquisa sobre percepção do assédio sexual no Brasil. Disponível em: https://www.naomecalo.com.br/pesquisa-assedio-sexual-2022/. Acesso em 9 de março de 2023.


Fique de olho! Siga @jornalcarangola⤵️

Comments


O Jornal Carangola não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens.
O Jornal Carangola se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas.
As opiniões são de responsabilidade exclusivamente de seus autores.

49.png

Parceiros

exame.png
sicredi 2.gif
2.png
mauricio padilha.png
FOTO PERFIL.png
projetilar.png
LOGOS AYA 2.png
437755017_956548816474171_2121639489067002229_n.jpg
PURO SABOR FOTO PERFIL.png
438198013_958102139652172_1147900987193066066_n (1).jpg
sinergiasolar1_1699029985861.jpeg
WhatsApp Image 2024-04-19 at 16.04.49 (1).jpeg
sicredibotucarai_1705112184178.jpeg
FOTO-PERFIL.png
jornalcarangola_1705119737294.jpeg
PERFIL.png
bottom of page