• Jornal Carangola

CARANGOLA EM ALERTA: Risco de temporais em MG a partir deste sábado mobiliza até órgãos federais

Estado, Zona da Mata e Carangola está na rota de temporais, adverte Defesa Civil nacional.



O alerta conjunto foi emitido pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), pelo Serviço Geológico Brasileiro, pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad). Esse último órgão trabalha inclusive em “estágio de atenção”, devido à grande quantidade de chuvas que atinge o Sudeste do país. Com isso, o Cenad articula com o governo federal eventuais ações de preparação a possíveis ocorrências de desastres naturais.


ALERTA CONJUNTO CHUVAS INTENSAS REGIÃO SUDESTE


O Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres – CENAD, com base nos documentos oficiais emitidos pelas Agências Federais de monitoramento de tempo e de riscos geo-hidrológicos, encaminha Alerta para chuvas intensas e altos acumulados de precipitação.


O avanço de um sistema frontal nos últimos dias na região Sul, que gerou um canal de umidade em áreas da região Sudeste e que deve configurar uma Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) em virtude de seu caráter permanente, estacionário e padrão de chuvas associadas, traz condições para chuvas intensas em curto período de tempo e altos acumulados no decorrer dos dias. Do ponto de vista do risco meteorológico, seguem análises geradas pelo CPTEC quanto à previsão probabilística de acumulados significativos, para, (direita) chuva maior que 50 mm entre 05/02 até 12Z 06/02 e (esquerda) chuva maior que 50 mm entre 12h de 06/02 até 12h 07/02.


Este padrão de chuvas intensas em áreas localizadas e chuvas persistentes com altos valores, traz o cenário de risco abaixo:


• Riscos previstos: Com a previsão de chuvas intensas para a região, riscos geológicos e hidrológicos serão registrados. Do ponto de vista hidrológico, a CPRM informa que as bacias monitoradas partem de uma condição favorável, ou seja, com níveis baixos para a época do ano. Mesmo assim, principalmente àquelas bacias menores, podem ter registro de cheias. Além disso, a saturação do solo traz riscos geológicos para as áreas;


• Áreas atingidas: As áreas que apresentam maior risco localizam-se entre os estados de Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro, a partir do dia de hoje, até, ao menos, a próxima terça-feira, dia 9 de fevereiro.


Com este padrão de chuvas intensas em áreas localizadas e chuvas persistentes com altos acumulados, as condições para riscos geo-hidrológicos são trazidas abaixo, conforme análise CEMADEN:


Veja documentos de alerta:


Redação Jornal Carangola


O Jornal Carangola não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens.
O Jornal Carangola se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas.
As opiniões são de responsabilidade exclusivamente de seus autores.

FOTO-PERFIL.png
ORÇAMENTO.png

Parceiros

exame.png
perfil.png
açougue-fava.png
campestre-branco.png
mauricio padilha.png
FORNO-&CIA.png
projetilar.png
michelle.png
jornal-carangola.png
BAILE-DA-INDEPENDÊNCIA-TODOS-finalizado.png