top of page
  • Foto do escritorJornal Carangola

Cemaden/MCTI emite alerta sobre Previsão de Risco Geo-Hidrológicos para o sudeste.

Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais - Cemaden/MCTI emite alerta sobre Previsão de Risco Geo-Hidrológicos. Nesta quarta-feira (30/11/2022), o cenário de risco de eventos geo-hidrológicos para as mesorregiões do Brasil é apresentado a seguir:

Risco Hidrológico

● Região Sul: Paraná e Santa Catarina.

Considera-se ALTA a possibilidade de ocorrências hidrológicas, nas mesorregiões: Norte Catarinense, Vale do Itajaí e Grande Florianópolis no estado de SC e Metropolitana de Curitiba no estado do PR (Figura 1), devido aos acumulados prévios de umidade no solo nas últimas 72 horas e à previsão de pancadas de chuva, que podem ser de intensidade moderada a forte, com potencial para aumentar os acumulados preexistentes. Tais condições, associadas à presença de áreas de alta suscetibilidade, favorecem a ocorrência de eventos hidrológicos de enxurrada, inundação de rios e tributários, extravasamento dos canais de drenagem e alagamentos temporários de áreas rebaixadas.

Considera-se MODERADA a possibilidade de ocorrências hidrológicas, na mesorregião Sul Catarinense no estado de Santa Catarina (Figura 1), devido à previsão de pancadas de chuva, que podem ser de intensidade moderada a forte ao longo do dia. Neste contexto, não se descarta a ocorrência de enxurradas, inundações pontuais dos córregos canalizados em áreas urbanas, extravasamento dos canais de drenagem e alagamentos temporários de áreas rebaixadas. Ressalta-se que, em caso de possíveis ocorrências, o número de pessoas afetadas pode ser abrangente. ● Região Sudeste: São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo.

Considerando a previsão meteorológica para amanhã, é ALTA a possibilidade de ocorrências hidrológicas, nas mesorregiões: Metropolitana de São Paulo e Litoral Sul Paulista no estado de São Paulo (Figura 1), devido aos acumulados prévios de umidade no solo nas últimas 72 horas e à previsão de pancadas de chuva, que podem ser de intensidade moderada a forte, com potencial para aumentar os acumulados preexistentes. Tais condições, associadas à presença de áreas de alta suscetibilidade, favorecem a ocorrência de eventos hidrológicos de enxurrada, inundação de rios e tributários (com destaque para o rio Ribeira de Iguape cujos níveis fluviométricos estão em ascensão gradual), extravasamento dos canais de drenagem e alagamentos temporários de áreas rebaixadas.

Considera-se MODERADA a possibilidade de ocorrências relacionadas aos processos hidrológicos nas mesorregiões dos estados de Espírito Santo e Rio de Janeiro; Metropolitana, Sul, Sudoeste e Zona da Mata no estado de Minas Gerais; Campinas, Macro Metropolitana e Vale do Paraíba no estado do SP (Figura 1), devido à previsão de pancadas de chuva, que poderá variar entre moderada a forte em algumas localidades. Neste contexto, não se descarta a ocorrência de enxurradas, inundações pontuais dos córregos canalizados em áreas urbanas, extravasamento dos canais de drenagem e alagamentos temporários de áreas rebaixadas. Ressalta-se, que em caso de possíveis ocorrências, o número de pessoas afetadas pode ser abrangente.

● Região Nordeste: Bahia, Sergipe, Alagoas e Pernambuco.

Considera-se MODERADA a possibilidade de ocorrências hidrológicas, nas mesorregiões: do Nordeste Baiano, Metropolitana de Salvador e Litoral Sul Baiano no estado da Bahia; Leste Sergipano no estado de Sergipe; Leste Alagoano no estado de Alagoas; e, Mata Pernambucana e Metropolitana de Recife no estado de Pernambuco (Figura 1), devido à previsão de pancadas de chuva, que podem ser de intensidade moderada a forte ao longo do dia. Neste contexto, não se descarta a ocorrência de enxurradas, inundações pontuais dos córregos canalizados em áreas urbanas, extravasamento dos canais de drenagem e alagamentos temporários de áreas rebaixadas. Ressalta-se que, em caso de possíveis ocorrências, o número de pessoas afetadas pode ser abrangente.

Figura 1 - Possibilidade de ocorrências hidrológicas em ao menos um município das mesorregiões indicadas. Este mapa é elaborado por uma equipe multidisciplinar, levando em consideração os cenários de riscos hidrológicos atuais somados à previsão de chuva.

Risco Geológico

● Região Sul: Paraná e Santa Catarina.

Considera-se MUITO ALTA a possibilidade de ocorrência de movimentos de massa (Figura 2) na porção leste da mesorregião do Norte Catarinense e na Região Metropolitana de Curitiba, com destaque para os municípios que possuem elevados acumulados nas últimas 72 horas (superiores a 250 mm em muitas localidades) que elevaram os níveis de umidade do solo, aumentando a instabilidade das encostas. Este cenário, associado à previsão de continuidade da chuva com intensidade moderada a forte ao longo do dia e a presença de áreas de alta suscetibilidade natural à movimentos de massa, favorece a ocorrência de deslizamentos esparsos induzidos, deslizamentos de terra pontuais, bem como, rolamento de blocos em encostas.

Considera-se ALTA a possibilidade de ocorrência de movimentos de massa ( Figura 2) no Vale do Itajaí e na Grande Florianópolis, devido aos expressivos acumulados registrados nas últimas 72 horas (superiores a 200 mm em algumas localidades) que contribuíram para elevar a umidade do solo e aumentar a instabilidade das encostas. Este cenário, associado à previsão de chuva forte ao longo do dia e a presença de áreas de alta suscetibilidade nestes locais, poderá ser suficiente para deflagrar deslizamentos de terra nas encostas.

Considera-se MODERADA a possibilidade de ocorrência de movimentos de massa (Figura 2) no Sul Catarinense, devido à previsão meteorológica indicar chuva moderada a forte ao longo do dia, que associada aos acumulados já observados, poderá ser suficiente para deflagrar deslizamentos de terra pontuais. ● Região Sudeste: Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo.

Considera-se ALTA a possibilidade de ocorrência de movimentos de massa ( Figura 2) no Litoral Sul Paulista, na Região Central Espírito-Santense e no Litoral Norte Espírito-Santense, devido à possibilidade de chuva moderada a forte ao longo do dia. Este cenário, associado aos acumulados registrados nos últimos dias, poderá ser suficiente para deflagrar deslizamentos de terra nas áreas suscetíveis.

Considera-se MODERADA a possibilidade de ocorrência de movimentos de massa (Figura 2) no Vale do Paraíba Paulista, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, no Sul e Centro Fluminense e no Sul Espírito-Santense devido à previsão meteorológica indicar chuva moderada à forte ao longo do dia, que poderá ser suficiente para deflagrar deslizamentos de terra nas áreas com suscetibilidade. Também é MODERADA a possibilidade de ocorrência de movimentos de massa na Região Metropolitana de São Paulo, com destaque para a Baixada Santista, devido aos altos acumulados registrados na últimas 24 horas e à possibilidade de chuva moderada a forte ao longo do dia, que poderá ser suficiente para deflagrar deslizamentos de terra pontuais. ● Região Nordeste: Alagoas, Bahia e Sergipe.

Considera-se ALTA a possibilidade de ocorrência de movimentos de massa (Figura 2) no Sul Baiano e na Região Metropolitana de Salvador, devido à previsão de pancadas de chuva com forte intensidade ao longo do dia. Este cenário, associado aos acumulados registrados no decorrer da última semana e a presença de áreas de alta vulnerabilidade nestes locais, podem ser suficientes para deflagrar deslizamentos nas áreas suscetíveis.

Considera-se MODERADA a possibilidade de ocorrência de movimentos de massa (Figura 2) no Leste Sergipano e no Leste Alagoano, devido à previsão meteorológica indicar chuva moderada a forte ao longo do dia, que poderá ser suficiente para deflagrar deslizamentos de terra pontuais.

Figura 2 - Possibilidade de ocorrência de deslizamentos em ao menos um município das mesorregiões (e/ou subdivisões regionais) indicadas. Este mapa é elaborado por uma equipe multidisciplinar, levando em consideração as condições dos cenários de riscos geológicos atuais somados à previsão de chuva.

Fonte: Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais - Cemaden/MCTI




O Jornal Carangola não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens.
O Jornal Carangola se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas.
As opiniões são de responsabilidade exclusivamente de seus autores.

49.png

Parceiros

exame.png
sicredi 2.gif
2.png
mauricio padilha.png
FOTO PERFIL.png
projetilar.png
LOGOS AYA 2.png
sicredibotucarai_1705112161896.jpeg
PURO SABOR FOTO PERFIL.png
sicredibotucarai_1699012659833.jpeg
sinergiasolar1_1699029985861.jpeg
sicredi_1705671512067.jpeg
sicredibotucarai_1705112184178.jpeg
FOTO-PERFIL.png
jornalcarangola_1705119737294.jpeg
PERFIL.png
bottom of page