Buscar
  • Jornal Carangola

China reduzirá tarifas sobre computadores e outros bens de consumo.


A taxação das importações de computadores, alimentos, móveis e remédios será reduzida de 15% para 13%, em meio à guerra comercial do país com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.


Além de computadores, Pequim anunciou corte de tarifas para produtos esportivos e têxteis

(foto: Steve Marcus/Reuters - 17/7/12)

A China reduzirá suas tarifas sobre alguns bens de consumo, como livros, computadores, alimentos, móveis e remédios de 15% para 13% a partir de terça-feira, segundo a agência de notícias oficial Xinhua.


As tarifas sobre as importações de produtos esportivos, pesca, têxteis, eletrodomésticos e bicicletas também serão reduzidas de 25% para 20%, segundo a Xinhua.


A China e os Estados Unidos impuseram tarifas sobre mais de US$ 360 bilhões em uma guerra comercial que também afeta os países europeus e o resto do mundo.


Nesta semana, os líderes da União Europeia se reunirão em uma cúpula em Bruxelas com o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, embora não haja expectativas de uma solução global para as tensões comerciais.


Na sexta-feira, o presidente Donald Trump disse que as negociações com a China estão progredindo, mas ele não quis prever seu resultado.

O Jornal Carangola não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens.
O Jornal Carangola se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas.
As opiniões são de responsabilidade exclusivamente de seus autores.

FOTO-PERFIL.png
ORÇAMENTO.png

Parceiros

exame.png
mobile-1.png
açougue-fava.png
campestre-branco.png
mauricio padilha.png
FORNO-&CIA.png
projetilar.png
michelle.png
jornal-carangola.png