• Jornal Carangola

Governo de Minas Gerais confirma 4 casos de sarampo no Estado


Segundo a Secretaria de Saúde, em 2019 foram notificados 137 casos, sendo que 95 foram descartados; outras 38 ocorrências estão sendo investigadas

A Secretaria de Saúde de Minas Gerais divulgou, nesta quinta-feira (6), um novo balanço sobre o sarampo. Segundo o órgão, quatro casos da doença foram confirmados no Estado.

Neste ano foram notificados 137 ocorrências, sendo que 95 foram descartadas, 38 estão sendo investigadas e 4 foram confirmadas. 


Ainda segundo a Secretaria, um dos casos confirmados é 'importado'. O órgão explica que refere-se a um italiano, morador de Betim, na Grande BH, com histórico de viagem recente à Croácia e à Itália nos meses de dezembro de 2018 e janeiro de 2019. Além desse, um registro é de Contagem e dois são de Belo Horizonte.


Transmissão


O sarampo é uma doença viral, infecciosa aguda, grave, transmissível, altamente contagiosa e comum na infância. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa por meio de secreções presentes na fala, tosse, espirros ou até mesmo respiração. Na presença de não imunizadas ou que nunca apresentaram sarampo, a doença pode manter-se em níveis endêmicos, produzindo epidemias recorrentes.


Sintomas


A doença começa inicialmente com febre, exantema (manchas avermelhadas que se distribuem de forma homogênea pelo corpo), sintomas respiratórios e oculares.


No quadro clínico clássico as manifestações incluem tosse, coriza, rinite aguda, olhos avermelhados, fotofobia e pequenos pontos esbranquiçados presentes na mucosa oral.


A evolução da enfermidade pode originar complicações infecciosas com amigdalites (mais comum em adultos), otites (mais comum em crianças), sinusites, encefalites e pneumonia, que podem levar à óbito. As complicações frequentemente acometem crianças desnutridas e menores de um ano de idade.

O Jornal Carangola não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens.
O Jornal Carangola se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas.
As opiniões são de responsabilidade exclusivamente de seus autores.

FOTO-PERFIL.png
ORÇAMENTO.png

Parceiros

exame.png
perfil.png
açougue-fava.png
campestre-branco.png
mauricio padilha.png
FORNO-&CIA.png
projetilar.png
michelle.png
jornal-carangola.png
0.png