top of page
  • Foto do escritorJornal Carangola

Juiz acusado de agressão contra ex-esposa é afastado do cargo



 

Um juiz da Vara de Fazenda Pública de Araçatuba, no interior de São Paulo, foi afastado do cargo após ser acusado de agredir sua ex-esposa. A decisão foi tomada por unanimidade pelo Plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

 

A vítima, que também é magistrada, sofreu graves lesões na coluna e edema no crânio em decorrência da agressão. Ela foi internada em estado grave e precisou passar por cirurgia.

 

O juiz nega as acusações e afirma que a ex-esposa se machucou durante uma briga. No entanto, a perícia médica constatou que as lesões da vítima eram compatíveis com agressão.

 

O CNJ também afastou o juiz da função de corregedor do Tribunal de Justiça de São Paulo. Ele está respondendo a um processo administrativo disciplinar e pode ser punido com censura, aposentadoria compulsória ou até mesmo demissão.

 

A decisão do CNJ é um importante passo para garantir a punição de crimes de violência contra a mulher, inclusive quando os autores são agentes públicos. É fundamental que todos os casos de violência sejam investigados e que os agressores sejam responsabilizados.

 

A violência contra a mulher é um problema grave que afeta milhões de mulheres em todo o mundo. No Brasil, uma mulher é agredida a cada 7 minutos. É importante que as mulheres vítimas de violência busquem ajuda e denunciem seus agressores.

 

Existem diversos canais de denúncia disponíveis, como o Ligue 180, a Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência e a Delegacia de Polícia. As mulheres também podem buscar ajuda em ONGs e outros órgãos de apoio.

 

É importante que a sociedade se mobilize para combater a violência contra a mulher. Todos podemos fazer a nossa parte para construir um mundo mais justo e seguro para as mulheres.

 

Por @alexferreira.dna | Fique de olho!

Siga @jornalcarangola⤵️

Comments


O Jornal Carangola não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens.
O Jornal Carangola se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas.
As opiniões são de responsabilidade exclusivamente de seus autores.

49.png

Parceiros

exame.png
sicredi 2.gif
2.png
mauricio padilha.png
FOTO PERFIL.png
projetilar.png
LOGOS AYA 2.png
sicredibotucarai_1705112161896.jpeg
PURO SABOR FOTO PERFIL.png
sicredibotucarai_1699012659833.jpeg
sinergiasolar1_1699029985861.jpeg
sicredi_1705671512067.jpeg
sicredibotucarai_1705112184178.jpeg
FOTO-PERFIL.png
jornalcarangola_1705119737294.jpeg
PERFIL.png
bottom of page