top of page
  • Foto do escritorJornal Carangola

Ondas de OVNIs abatidos pelos EUA: o que se sabe sobre os objetos voadores não identificados"



Nos últimos oito dias, autoridades americanas e canadenses abateram um balão chinês suspeito de espionagem e três outros objetos ainda não identificados. Especialistas afirmam que essa cadeia de eventos no espaço aéreo americano "não tem precedentes em tempos de paz". Militares dos EUA e do Canadá recolheram os destroços dos quatro objetos para análise, pois precisam descobrir a origem, o propósito e por que a frequência está aumentando. Confira o que se sabe sobre os quatro objetos abatidos nos céus dos EUA e do Canadá.


No começo de fevereiro, o Pentágono tornou público que um balão chinês, supostamente usado para espionagem, sobrevoava uma área crítica dos EUA, no estado de Montana. O balão foi abatido em 4 de fevereiro por um jato F-22 na costa da Carolina do Sul, após flutuar por dias sobre os EUA. A China admitiu ser a dona do balão, mas disse que era um equipamento civil para pesquisas meteorológicas, que se desviou da rota devido a ventos. O incidente aumentou a tensão com a China. Os EUA recolheram os destroços e disseram que o balão estava equipado com várias antenas e tinha painéis solares grandes o suficiente para alimentar vários sensores de coleta de informações.


Na sexta-feira (10/02), caças dos EUA derrubaram outro objeto, dessa vez no norte do Alasca, alegando que ele estava "dentro do espaço aéreo soberano dos EUA sobre as águas territoriais dos EUA". Não havia nenhum sistema de propulsão ou controle, disseram as autoridades.


No sábado (11/02), um jato F-22 dos EUA, sob ordens dos governos americano e canadense, derrubou um "objeto aerotransportado de alta altitude" sobre o território central de Yukon, no Canadá, a cerca de 160 quilômetros da fronteira com os EUA, afirmando representar uma ameaça para a aviação civil.


No domingo (12/02), Biden ordenou que aviões militares dos EUA derrubassem um terceiro objeto não identificado sobre o Lago Huron, no estado de Michigan, perto da fronteira com o Canadá. De acordo com o governo americano, os três objetos abatidos desde sexta-feira (10/02) não se assemelham muito com o balão chinês derrubado na semana anterior e são menores do que ele.


A deputada Debbie Dingell, do estado de Michigan, disse que precisamos saber de onde eles vêm, qual é o propósito e por que sua frequência está aumentando. O líder da maioria no Senado, Chuck Schumer, disse à emissora americana ABC que os objetos abatidos eram balões, embora menores do que o veículo chinês derrubado. Ele acrescentou que o segundo e o terceiro objetos abatidos voavam a uma velocidade incrível.



... muitas perguntas sem resposta e abre espaço para teorias conspiratórias.


Por isso, é importante que as autoridades deem transparência ao assunto, compartilhando informações com a população e permitindo que especialistas independentes tenham acesso aos destroços dos objetos para análise.


Além disso, é fundamental que os governos do mundo todo estabeleçam protocolos de cooperação para investigar e, se necessário, neutralizar objetos que representem ameaça à segurança nacional e à aviação civil.


O aumento do número de objetos voadores não identificados abatidos pelos EUA e pelo Canadá é um alerta para a comunidade internacional sobre a necessidade de se investir em tecnologias e estratégias defensivas contra ameaças aeroespaciais.


Por | Alex Ferreira Jornalista Inclusivo

コメント


O Jornal Carangola não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens.
O Jornal Carangola se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas.
As opiniões são de responsabilidade exclusivamente de seus autores.

49.png

Parceiros

exame.png
sicredi 2.gif
2.png
mauricio padilha.png
FOTO PERFIL.png
projetilar.png
LOGOS AYA 2.png
sicredibotucarai_1705112161896.jpeg
PURO SABOR FOTO PERFIL.png
sicredibotucarai_1699012659833.jpeg
sinergiasolar1_1699029985861.jpeg
sicredi_1705671512067.jpeg
sicredibotucarai_1705112184178.jpeg
FOTO-PERFIL.png
jornalcarangola_1705119737294.jpeg
PERFIL.png
bottom of page