top of page
  • Foto do escritorJornal Carangola

Operação da Polícia Civil resulta na maior apreensão de drogas e armas do estado


Três toneladas de maconha, 35 armas de fogo e cerca de 1000 munições, foi o saldo da operação "Murum", deflagrada pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em Juiz de Fora. A ação ocorreu na noite de terça-feira(21), considerada a maior apreensão de armas e drogas feita pela Polícia Civil no estado. Um homem foi preso.


As investigações, envolvendo o suspeito W.S.M., de 38 anos, apontam que ele estaria atuando com traficantes do Rio de Janeiro em carregamento de drogas e armas para Juiz de Fora e favelas do Rio de Janeiro. A partir de então, a equipe de policiais chegou a um sítio, localizado no bairro Torreões, em Juiz de Fora. O espaço era utilizado pela organização criminosa como porto seco, onde carregamentos, vindos do Paraguai, eram armazenados e distribuídos em cidades mineiras e na capital fluminense. No local, os policiais encontraram, no fundo falso de um caminhão, três toneladas de maconha, 35 armas, sendo 8 fuzis, e cerca de 1000 munições.


O investigado, que estava no sítio, teve a prisão ratificada por tráfico internacional de drogas e tráfico internacional de armas, sendo encaminhado para o Sistema Prisional.


Em coletiva de imprensa, o Delegado Regional, Armando Avolio, ressaltou a importância da apreensão e da operação realizada. Ele afirmou que além de retirar, da posse dos criminosos, um arsenal bélico de altíssimo poder de fogo, a Polícia Civil impediu a circulação dos entorpecentes. Registrou, ainda, que se pode considerar a maior quantidade de maconha já apreendida na cidade, pela Polícia Civil, dando fim ao esquema criminoso na cidade mineira, usada para guardar armas e drogas de facções cariocas.


O Delegado Rogério Woyame, responsável pelas investigações, afirma que o trabalho terá continuidade para identificação de demais integrantes do grupo criminoso.


Por ASCOM-PCMG

O Jornal Carangola não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens.
O Jornal Carangola se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas.
As opiniões são de responsabilidade exclusivamente de seus autores.

49.png

Parceiros

exame.png
sicredi 2.gif
2.png
mauricio padilha.png
FOTO PERFIL.png
projetilar.png
LOGOS AYA 2.png
sicredibotucarai_1705112161896.jpeg
PURO SABOR FOTO PERFIL.png
sicredibotucarai_1699012659833.jpeg
sinergiasolar1_1699029985861.jpeg
sicredi_1705671512067.jpeg
sicredibotucarai_1705112184178.jpeg
FOTO-PERFIL.png
jornalcarangola_1705119737294.jpeg
PERFIL.png
bottom of page