Buscar
  • Jornal Carangola

Operação Máquina Zero

MANHUAÇU (MG) - Desencadeada há pouco mais de um mês, (28/02), a Operação Máquina Zero apresentou números expressivos e continua repercutindo na cidade de Manhuaçu. Foram cumpridos 31 mandados de busca e apreensão e de prisão e 28 pessoas foram presas. Na quinta-feira, 27 foram denunciadas pelo Ministério Público. Apenas Marcos Aurélio foi solto após conseguir provar não ter envolvimento com o caso.


Os trabalhos se iniciaram em novembro de 2018, com grandes apreensões de drogas e através do Serviço de Inteligência da Polícia Militar foram coletadas provas e informações principalmente por meio de escuta telefônica autorizada pela justiça e informações da comunidade foram descobertos os esquemas de tráfico de drogas na região.


O Promotor de Justiça da Comarca de Manhuaçu, Dr. Carlos Samuel, fala pela primeira vez da operação que corre em segredo de justiça. “Realmente foi uma das maiores operações já realizadas na Comarca e como resultado foram apresentadas à Justiça a denúncia de sete núcleos envolvidos com o tráfico de drogas”.


O inicio das investigações se deu a partir de informações anônimas da comunidade junto à Polícia Militar, que resultaram em grandes apreensões de drogas e foram compartilhadas como Ministério Público, que deu origem à operação. “A participação da comunidade em torno da segurança é primordial para o trabalho das instituições de segurança”, completa.


Com a apresentação da denuncia à Justiça, o próximo passo do processo a partir da aceitação da denúncia será a conversão da prisão temporária em preventiva e os envolvidos se apresentarem frente o Juízo. “Os acusados terão os prazos para apresentar a defesa e o Juiz marcará a data para a instrução e julgamento”, finaliza.


Vazamento de Informações


O promotor repudiou o vazamento de informações relacionadas à operação inclusive expondo pessoas que, apesar de estarem relacionadas nas investigações, não têm ligações com os fatos. Dois arquivos em PDF com partes do inquérito circularam em diversos grupos de whatsapp na cidade. “Lamentamos e repudiamos atitudes como esta que aconteceu. Além de atrapalhar nas investigações, causam o pré-julgamento das pessoas que ali figuram. Infelizmente isso aconteceu, mas as medidas cabíveis ao caso estão sendo tomadas”, explica Dr. Carlos Samuel.


Defesa


Advogado de defesa de Marcos Aurélio Dr. Perseu Lugon, explica que seu cliente era um dos acusados de envolvimento com os demais presos. Ele argumenta que apresentou provas de que seu cliente estava preso injustamente. “Pelo fato de que o processo tramita sob segredo de justiça, não posso dar detalhes do caso, mas desde a prisão do meu cliente, impetramos vários Habeas Corpus nos tribunais superiores apresentando provas de que a prisão dele foi injusta, o que foi acatado pela Justiça e, no último dia 26, Marcos Aurélio foi posto em liberdade, comprovando realmente que ele não fazia parte do esquema”, disse Dr. Lugon.


O advogado enalteceu o trabalho da Justiça da Comarca de Manhuaçu, bem como das instituições de segurança. “Temos o privilégio de poder contar com as melhores polícias do país e o trabalho exercido pelo Judiciário que, junto ao Ministério Público, tem nos oferecido a oportunidade de exercer a advocacia com base nos direitos constitucionais, cabendo a nós advogados demonstrar a inocência de nossos clientes, e é isto que temos feito”, comenta.


As investigações quanto à operação continuam e as informações serão atualizadas de acordo com disponibilidade da Justiça.



Por Jailton Pereira

O Jornal Carangola não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens.
O Jornal Carangola se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas.
As opiniões são de responsabilidade exclusivamente de seus autores.

FOTO-PERFIL.png
ORÇAMENTO.png

Parceiros

exame.png
mobile-1.png
açougue-fava.png
campestre-branco.png
mauricio padilha.png
FORNO-&CIA.png
projetilar.png
michelle.png
jornal-carangola.png