• Jornal Carangola

Prefeito e vereadores de Faria Lemos tomam posse; veja lista de eleitos

Gil Damas (MDB) toma posse nesta sexta (1º) como prefeito de Faria Lemos (MG). Além dele, 9 vereadores assumem o cargo; eles foram eleitos em 15 de novembro. Suplentes podem substituir os vereadores que deixarem o cargo para ocupar uma outra função.


O novo prefeito de Faria Lemos, Gil Damas (MDB), toma posse nesta sexta-feira (1º). Além dele, 9 vereadores assumem o cargo na Câmara Municipal para a legislatura 2021-2024.


O prefeito Gilberto Damas de Sousa tem 47 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de servidor público municipal e tem ensino médio completo. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 119.393,66. Já o vice Fabricio Dentista (Fabricio de Toledo Nunes), do MDB, tem 48 anos, é casado e tem superior completo. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 838.522,26.

O prefeito e os vereadores do município foram eleitos em novembro do ano passado. A maior bancada da Câmara será do MDB, com 3 vereadores.


Cabe ao prefeito decidir onde aplicar os recursos repassados ao município pelo Estado ou pelo governo federal e como administrar o que é arrecadado de impostos, como IPTU e ISS. Ele também é responsável pelas políticas de áreas como educação, saúde, moradia, transporte público e saneamento básico. Para isso, conta com secretários que são nomeados. O prefeito também precisa trabalhar junto com os vereadores, que representam os cidadãos no Legislativo municipal.


Os vereadores são responsáveis por elaborar e propor leis. Os vereadores podem decidir, por exemplo, sobre a criação de políticas públicas. E têm a obrigação de fiscalizar o uso do dinheiro pelo Executivo e analisar a Lei Orçamentária Anual (LOA), que estabelece as despesas do ano seguinte do município.


Há a possibilidade de vereadores deixarem os cargos para assumir funções na prefeitura. Quando isso acontece, o cargo é assumido por um suplente.


Os vereadores de Faria Lemos vão representar 3.221 habitantes. A cidade mineira tem um PIB de R$ 53.452.546,00 e um IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) de 0,687, segundo a última medição do IBGE, que é de 2010. O IDH vai de 0 a 1 – quanto maior, mais desenvolvida a cidade – e tem como base indicadores de saúde, educação e renda. A média no Brasil é de 0,765, segundo dados de 2019 divulgados em 15 de dezembro de 2020 pelo Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas (PNUD).


Veja quem são os vereadores eleitos:

  • Neide do Alan, do PTB, tem 50 anos, é casada, declara ao TSE a ocupação de comerciante e tem ensino médio completo. Ela não declara nenhum bem como patrimônio.

  • Fábio Rocha, do PTB, tem 65 anos, é separado judicialmente e tem ensino médio completo. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 192.000,00.

  • Manoel Qualhada, do PP, tem 61 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de vereador e tem ensino médio incompleto. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 50.000,00.

  • João Emmanuel, do PP, tem 36 anos, é solteiro, declara ao TSE a ocupação de vereador e tem superior completo. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 170.000,00.

  • Antônio Nogueira, do PDT, tem 52 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de vereador e tem ensino médio completo. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 86.804,18.

  • Dudu, do PDT, tem 41 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de vereador e tem ensino médio completo. Ele não declara nenhum bem como patrimônio.

  • José Luiz, do MDB, tem 51 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de vereador e tem ensino fundamental completo. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 52.197,24.

  • Leozinho Enfermeiro, do MDB, tem 35 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de técnico de enfermagem e tem ensino médio completo. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 209.100,00.

  • Professor Felipe, do MDB, tem 39 anos, é casado, declara ao TSE a ocupação de servidor público estadual e tem superior completo. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 251.500,00.


Veja o número de vereadores por partido

MDB: 3 - PDT: 2 - PP: 2 - PTB: 2

O Jornal Carangola não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens.
O Jornal Carangola se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas.
As opiniões são de responsabilidade exclusivamente de seus autores.

FOTO-PERFIL.png
ORÇAMENTO.png

Parceiros

exame.png
perfil.png
açougue-fava.png
campestre-branco.png
mauricio padilha.png
FORNO-&CIA.png
projetilar.png
michelle.png
jornal-carangola.png
BAILE-DA-INDEPENDÊNCIA-TODOS-finalizado.png