• Jornal Carangola

TOMBOS: Cidade aderiu à Onda Roxa após ação da Advocacia-Geral de MG

Anteriormente, Judiciário já decidiu que Governador Valadares, Coronel Fabriciano, Paracatu, Bicas e Varginha também sigam as medidas mais restritivas


O município de Tombos, na Zona da Mata, decidiu seguir a fase da Onda Roxa, fase mais restritiva do plano Minas Consciente, em que apenas o comércio essencial é autorizado a abrir e há toque de recolher. A medida foi tomada, segundo o governo de Minas Gerais, após a Advocacia-Geral do Estado de Minas Gerais (AGE-MG) ajuizar ação civil pública para que a prefeitura adotasse integralmente as medidas. O município havia sido intimado pelo Judiciário para prestar informações após a ação da AGE.


Desde que anunciou a adesão obrigatória à fase mais restritiva aos municípios, o governo do Estado ajuizou ações ou mobilizou recursos contra os municípios que resistiram, e conseguiu decisões favoráveis no Judiciário contra Governador Valadares, Coronel Fabriciano, Paracatu, Bicas e Varginha.


Inicialmente, todos os 853 cidades de Minas Gerais foram indicadas a seguirem a Onda Roxa até o dia 31 de março. Nessa semana, todavia, o governo Zema decidiu prorrogar a vigência da Onda Roxa até 11 de abril em 13 das 14 macrorregiões de saúde do Estado. A única macrorregião que regridirá para a Onda Vermelha é a Triângulo Norte, primeira a ser inserida na fase mais restritiva do Minas Consciente.

O Jornal Carangola não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens.
O Jornal Carangola se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas.
As opiniões são de responsabilidade exclusivamente de seus autores.

FOTO-PERFIL.png
ORÇAMENTO.png

Parceiros

exame.png
perfil.png
açougue-fava.png
campestre-branco.png
mauricio padilha.png
FORNO-&CIA.png
projetilar.png
michelle.png
jornal-carangola.png
BAILE-DA-INDEPENDÊNCIA-TODOS-finalizado.png