top of page
  • Foto do escritorJornal Carangola

Após solicitação, bancos têm até 12 dias para devolver dinheiro esquecido

Saque do valor é feito via Pix; caso o pedido seja feito diretamente a instituição financeira, o tempo de espera pode ser maior



Quem tem valor esquecido em bancos ou outras instituições financeiras já pode consultar qual é a quantia disponível desde de terça-feira (7). Os bancos têm até 12 dias úteis, contados a partir da data da solicitação, para fazer a devolução do “dinheiro esquecido”.

A transferência do valor é feito via Pix. Caso o pedido seja feito diretamente à instituição financeira, o tempo de espera pode ser maior.

Segundo o Banco Central, cerca de 643 mil pessoas têm mais de R$ 1.000 a sacar de “dinheiro esquecido”.

No primeiro dia da consulta, usuários encontraram fila de mais de 300 mil pessoas e instabilidade no site.

Como consultar os valores

O Banco Central disponibiliza as informações do dinheiro esquecido no Sistema de Valores a Receber (SVR), pelo site www.bcb.gov.br/meubc/valores-a-receber.

O usuário deverá clicar no botão “acessar o SVR” e informar o CPF e a data de nascimento.

Caso não tenha fila de espera, o usuário será transferido para a página de login do site gov.br. É necessário que o cidadão tenha uma conta no site do governo e que ela seja de nível prata ou ouro.

Após acessar o site e entrar na conta, o usuário terá 30 minutos para verificar as informações sobre o recebimento, a instituição que fará o pagamento e a conta escolhida para receber o montante.

É importante ressaltar que o único site em que é possível consultar e saber como solicitar a devolução dos valores da pessoa física, empresa ou de pessoas falecidas é o https://www.bcb.gov.br/meubc/valores-a-receber.

O Banco Central não envia links para o cidadão, mensagens ou qualquer outra forma de contato para avisar que existe algum dinheiro esquecido em conta. Além disso, a consulta e a operação para receber os valores é gratuita, não cabendo ao BC cobrar pela verificação e a nenhuma instituição a cobrança pela transferência.

O Jornal Carangola não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens.
O Jornal Carangola se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas.
As opiniões são de responsabilidade exclusivamente de seus autores.

49.png

Parceiros

exame.png
sicredi 2.gif
2.png
mauricio padilha.png
FOTO PERFIL.png
projetilar.png
LOGOS AYA 2.png
sicredibotucarai_1705112161896.jpeg
PURO SABOR FOTO PERFIL.png
sicredibotucarai_1699012659833.jpeg
sinergiasolar1_1699029985861.jpeg
sicredi_1705671512067.jpeg
sicredibotucarai_1705112184178.jpeg
FOTO-PERFIL.png
jornalcarangola_1705119737294.jpeg
PERFIL.png
bottom of page