• Jornal Carangola

CARANGOLA: Denúncia sobre doações de cestas-básicas da Prefeitura com validade raspada

De acordo com a DENÚNCIA, ex-vereador e pais de alunos denunciam que os alimentos estão com bicho (impróprios para consumo), e com a data de validade raspada.

A gravíssima denúncia que viralizou nas redes sociais na tarde dessa segunda-feira, 05 de abril/21, em Carangola, tomou uma proporção ainda maior, uma vez que além de envolver e comprometer a saúde de crianças e jovens e de infringir uma Lei, é uma denúncia de um ex-Vereador contra um Vereador atual que, como se não bastasse, ocupa atualmente o cargo de vice-presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Carangola.


Talvez isso nunca tenha acontecido em Carangola - o ex-vereador Carlos Loureiro publicou em seu Facebook uma cobrança "direta e reta" ao vereador, Edmar Grossi (Republicanos), que surpreendeu e revoltou a população da cidade.


Carlos Loureiro questiona a postura do vereador Edimar Grossi, dizendo que, na gestão passada, ele afirmava no Plenário, categoricamente, "que todos os alunos tinham direito a receber uma cesta-básica em função da Pandemia, ou seja, todos os alunos teriam direito a uma cesta-básica, composta de 10 itens:

05 KG de Arroz, 05 Kg de Açúcar, 02 L. de óleo, 01kg de Macarrão, 01 L. de leite, 01kg de Fubá, 01kg de Sal, 02Kg de Feijão, 01 pacote de mucilon e 01kg de Canjiquinha".


Carlos Loureiro enfatiza que o vereador Edmar Grossi cobrou, "duramente" da Administração anterior, que o benefício da doação de cestas-básicas, fosse estendido a todos os alunos da rede pública de Carangola, sendo que todos já estavam recebendo, ou seja, já estavam sendo atendidos e a Lei já estava sendo cumprida.


E atualmente, segundo denúncias dos próprios pais, as cestas-básicas que estão sendo entregues, desde o início do ano, por essa atual Adiministração, mudou completamente: virou um "kit merenda", contendo apenas 03 itens:

02 kg de arroz, 01 pacote de biscoito e 01 kg de feijão que, como se não bastassem, estão sendo denunciados que estão com bicho (impróprios para consumo), e com a data de validade raspada.


Diante desse disparate, Carlos Loureiro indaga ainda mais e sem dó ao vereador Edimar Grossi:


- "Será que a fome mudou ou a situação do país melhorou ? A Pandemia acabou ? Não estou vendo o Vereador protestando por isso. Cadê os gritos no Plenário, sobre a situação ? O que aconteceu, Vereador ? Será que nossas crianças não merecem mais receber uma cesta-básica digna ou será que o "Kit merenda" é suficiente ? Como Vossa Excelência falou uma vez, a fome não pode esperar".

E encerrou:


- "Espero que o Prefeito volte a dar a cesta-básica digna, e que possa atender a todos os alunos e não só aos que estão no Bolsa Família, pois com a Pandemia, muitas famílias que não estão no Bolsa Família, estão passando por dificuldades. Contamos que o Sr. Prefeito, que talvez nunca tenha passado fome, venha a refletir, voltar atrás e doar uma cesta-básica digna para os alunos do nosso Município.

TODAS AS CRIANÇAS QUE ESTÃO NA ESCOLA TÊM DIREITO À MERENDA, INDEPENDENTEMENTE, DE ESTAR NO BOLSA FAMÍLIA OU NÃO. LOGO, TODAS TÊM DIREITO A CESTA-BÁSICA E NÃO A KIT MERENDA".

O Jornal CARANGOLA acusa também o recebimento das mesmas denúncias recebidas e postadas (publicadas) por Dr. Carlos Loureiro, na expectativa de que as devidas providências sejam tomadas, o mais urgente possível, pelas autoridades competentes do Município. A prefeitura de Carangola e Secretaria de Educação foram contatados para dar esclarecimentos. Mais uma vez nenhum profissional quis falar sobre o caso. Os responsáveis pela pasta e pelo poder executivo não quiseram se manifestar ou não foram encontrados após várias tentativas de contato. Nos colocamos a disposição. Confira a seguir a Lei que garante merenda a alunos com aulas suspensas:

https://www.camara.leg.br/noticias/652552-lei-garante-alimentos-da-merenda-a-alunos-com-aulas-suspensas-por-pandemia/ Por: Redação Jornal Carangola

O Jornal Carangola não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens.
O Jornal Carangola se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas.
As opiniões são de responsabilidade exclusivamente de seus autores.

FOTO-PERFIL.png
ORÇAMENTO.png

Parceiros

exame.png
perfil.png
açougue-fava.png
mauricio padilha.png
FORNO-&CIA.png
projetilar.png
michelle.png
jornal-carangola.png
PURO SABOR FOTO PERFIL.png
0.png
WhatsApp Image 2022-09-26 at 14.05.32.jpeg
dna_estrategico.png
WhatsApp Image 2022-09-26 at 14.05.32 (2).jpeg