top of page
  • Foto do escritorJornal Carangola

Petrobras eleva preço médio do litro do diesel nas refinarias em 2,56%

Preço do litro do combustível subirá para R$ 2,3047 a partir de sábado; gasolina segue estável em R$ 2,045


A Petrobras anunciou, na noite desta sexta-feira (3), elevação média de 2,56% nos preços do diesel comercializado nas refinarias da empresa, a partir deste sábado (4). O preço da gasolina permanecerá inalterado.


A informação consta no site da empresa, no qual a petroleira detalha preços praticados nos 37 pontos de suprimento do mercado brasileiro, para a gasolina, o diesel S10 e o diesel S500.

Como não houve reajustes, o preço da gasolina continuará a ser negociado a R$ 2,045 por litro, em média, nas refinarias do país. O preço médio do litro do diesel, por sua vez, passará a R$ 2,3047, R$ 0,0577 acima dos R$ 2,2470 que valem até hoje, nas refinarias da estatal.


O mais recente reajuste realizado pela companhia foi efetuado na última terça-feira (30). A empresa informou reajuste médio de R$ 0,07 no litro da gasolina nas refinarias — o que representou aumento de 3,5% ante o preço médio negociado anteriormente, de R$ 1,975 por litro.


Na segunda-feira da semana passada, a empresa anunciou mudanças novamente em seu formato de divulgação de reajustes nos preços de gasolina e diesel. Em meio à retomada do debate nacional sobre os preços praticados pela estatal, frente às ameaças de uma nova greve dos caminhoneiros, a estatal passou a divulgar em seu site preços praticados pela empresa, à vista, nos 37 pontos de suprimento do mercado brasileiro.


A política de preços da empresa já passou, nos últimos anos, por uma série de mudanças, a última delas foi no dia 26 de março, quando a estatal anunciou que os preços do diesel passariam a ser reajustados, a partir daquela data, por períodos não inferiores a 15 dias. Com isso, a companhia abandonou, somente para o diesel, o formato usado desde 3 de julho de 2017 que previa reajustes com maior periodicidade, a qualquer tempo, inclusive diariamente.


Ainda no caso do diesel, no dia 11 de abril a Petrobras chegou a informar que elevaria o preço médio do combustível em 5,74%, mas voltou atrás depois de pedido do presidente Jair Bolsonaro.


Desde a adoção de novo formato na política de ajuste de preços em 2017, a gasolina acumula alta de 56,12% de preço, nas refinarias. Já o diesel acumula aumento de 69,78%.

Comentarios


O Jornal Carangola não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens.
O Jornal Carangola se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas.
As opiniões são de responsabilidade exclusivamente de seus autores.

49.png

Parceiros

exame.png
sicredi 2.gif
2.png
mauricio padilha.png
FOTO PERFIL.png
projetilar.png
LOGOS AYA 2.png
sicredibotucarai_1705112161896.jpeg
PURO SABOR FOTO PERFIL.png
sicredibotucarai_1699012659833.jpeg
sinergiasolar1_1699029985861.jpeg
sicredi_1705671512067.jpeg
sicredibotucarai_1705112184178.jpeg
FOTO-PERFIL.png
jornalcarangola_1705119737294.jpeg
PERFIL.png
bottom of page